Curta Nossa Página do Facebook!

  • Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish Skype Me™! contador de visitas

    sábado, 7 de junho de 2014

    Inteligência Emocional


    Inteligência Emocional

    -Tema: MOTIVAÇÃO
    “em tudo fomos atribulados: por fora combates, temores por dentro”
    II Coríntio 7.5
    -Introdução: Precisamos aprender a lidar com nossas emoções. A distância entre a mente e o coração às vezes nos deixa divididos entre o que pensamos ou sentimos. Por vezes somos racionais e outras sensoriais. Às vezes não sabemos onde é o terreno de batalha, se dentro ou fora de nossa mente e coração. Por isso os maus pensamentos ou sentimentos negativos precisam ser domados como um ser selvagem dentro de nós.
    Inteligência Emocional é conseguir superar os sentimentos negativos para reagir positivamente. O autor Augusto Curi usa esta expressão como título de um de seus livros e principalmente como base de sua teoria para motivar pessoas a vencer seus problemas. O texto ensina a questionar os sentimentos e duvidar das dúvidas para ser autor de sua própria história e não coadjutor ou vítima de acontecimentos.
    Você sabe lidar com seus sentimentos?
    Vamos aprender com alguns exemplos Bíblicos de pessoas que conseguiram transformar seus sentimentos de maneira positiva:
     
    1- JETRO > Transformando a Desorganização em Estratégia: Êxodo 18.13-24
    A situação do povo no deserto era de completa desorientação. Qualquer adversidade era motivo de desespero. Moisés moderava o povo como podia, mas também estava perto do seu limite físico e psicológico, sem contar o peso espiritual. Quando Jetro viu isso tudo, logo deu a brilhante ideia de dividir tarefas. Em grupos o povo devia resolver seus problemas fazendo uma triagem até que somente os casos mais difíceis fossem levados para Moisés.
    Quando tudo está fora do lugar é preciso que vejamos como oportunidade de arrumar de um jeito novo e especial. Deixar as coisas organizadas traz uma tranquilidade de saber que tudo está certo. Não adianta se desesperar diante da bagunça e sim pensar em uma estratégia. Se você tem mania de improvisar e deixar tudo para depois, aprenda a criar estratégias com metas para sua vida.
    Transforme a Desorganização em Estratégia!
    2- DAVI > Transformando a Raiva em Poder: I Samuel 17.45
    O povo de Israel já estava acostumado a ouvir as afrontas dos filisteus e sua autoestima já tinha sido humilhada pelo gigante Golias. Os soldados não conseguiam ter outra reação senão correr de tanto medo. Enquanto isso o povo alimentava o ódio contra seus inimigos, mas não sabiam usar este sentimento de maneira correta. O jovem Davi também ficou irado ao ver Golias maldize seu povo e a seu Deus. A atitude de Davi foi invocar o poder no nome do Senhor com autoridade para vencer o gigante.
    Em várias situações da vida somos tentados pela ira que é uma obra da carne (Gálatas 5.19) e não conseguimos raciocinar quando estamos com raiva. Se não tivermos domínio próprio podemos cometer grandes erros quando estamos irados. Por isso, quando estamos inconformados precisamos focalizar a energia em buscar a presença de Deus para ter autoridade ao resolver os conflitos espiritualmente. Se você é tentado pela raiva, busque o poder de Deus que te faça agir sob orientação e bênção do Senhor.
    Transforme a Raiva em Poder!
    3- RUTE > Transformando a Desamparo em Amor: Rute 1.16
    Noemi tinha dois filhos com suas duas esposas e juntos formavam uma família feliz até que os dois homens morreram e ficaram somente as mulheres. Então Noemi liberou as duas noras para voltarem às sua terra de origem e constituírem família novamente. Mas Rute não aceitou isso e fez questão de permanecer junto com sua sogra, pois percebeu que não ficaria tranquila em saber que Noemi ficaria desamparada.
    No mundo os ‘amigos’ abandonam quando mais precisamos. Mas quando somos cristãos, aprendemos que devemos demonstrar amor até o fim e não abandonar nossos irmãos quando estão em apuros. Nas horas mais difíceis que descobrimos quem são os verdadeiros amigos que temos. Existem pessoas que se tornam amargas e reproduzem o mal que outros lhe fizeram criando um círculo vicioso do mal. Se alguém te abandonou não faça o mesmo e quando a pessoa precisa demonstre companheirismo e amor.
    Transforme o Desampara em Amor!
    4- EZEQUIAS > Transformando a Desilusão em Espectativa: Isaías 38.1-8
    A visita do profeta Isaías foi para levar a pior notícia que se imaginasse, avisando que o rei Ezequias morreria. Como já não bastasse a dor que estava sentindo o rei sofreu ainda mais com a terrível notícia. Seu sentimento foi de completa desilusão. A mensagem do profeta foi colocar a casa em ordem porque morreria no dia seguinte. Mas assim que Isaías saiu do quarto, o rei Ezequias se virou para a parede e orou a Deus pedindo mais uma chance. Ele nãos e conformou com a desilusão porque tinha expectativa de viver mais. Seus sonhos foram mais fortes que sua dor. Quando não conseguia mais encarar seus empregados olhando para ele com ar de compaixão e não podia olhar nem para si mesmo então resolveu se virar para a parede e buscar a visão da fé em Deus através da oração.
    A frustração persegue quem olha para as dificuldades, enquanto a expectativa de quem olha para Deus é continuar e não desistir nunca. Não se prenda às dificuldades ou más notícias. Se você não tem mais para onde olhar e encontrar motivação, então olhe para Deus. Em qualquer lugar, até mesmo numa parede branca você conseguirá sonhar.
    Transforme a Desilusão em Expectativa!
    5- PAULO e SILAS > Transformando a Dor em Louvor: Atos 16.25,26
    A dor tomava conta dos corpos de Paulo e Silas que haviam sido açoitados cruelmente. Talvez estivessem tão fracos que nem conseguissem gemer de tantos ferimentos. Mesmo assim eles conseguiram reunir forças de seu espírito e foram fortalecidos pelo Espírito Santo ao ponto de cantarem tão alto que os companheiros de prisão ouviam sua adoração. Através do louvor Deus se moveu naquela prisão e as cadeias se quebraram para libertar suas vidas. Eles poderiam chorar, gritar e até reclamar de suas dores, mas preferiram gastar suas últimas energias glorificando ao Senhor.
    Quando estamos sentindo dor não conseguimos pensar em outra coisa além do que nos aflige. Contudo se conseguirmos nos esforçar para buscar a presença de Deus, logo as energias espirituais suprem as forças físicas que nos faltam. Melhor que murmurar é louvar ao Senhor.
    Transforme a Dor em Louvor!
    6- JÓ > Transformando Perdas em Adoração: Jó 1.20-22
    A vida de Jó era cheia de prosperidade e tudo que fazia era bem sucedido. Até que um dia foi terrivelmente provado e uma sequencia de fatos ruins desencadearam em sua vida. Uma notícia ruim vinha após outra até que a pior de todas as perdas foi anunciada: seus filhos morreram. A reação de Jó foi se lançar em terra como um gesto de humilhação e adorou a Deus sem nem mesmo questionar ao Senhor. Se já tivesse somente lamentado e chorado não encontraria forças para restaurar sua vida, pois “o SENHOR deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra (Jó 42.10). Esta expressão mostrou que para Jó havia algo que jamais perderia que era sua fé em Deus.
    Perder não é fácil. Queremos sempre ganhar e nunca perder. Quando choramos não vale a pena derramar nossas ao chão, mas é confortante levar tudo à presença de Deus. Adoração não são apenas palavras e sim uma completa rendição diante de Deus como Senhor mesmo diante das piores dificuldades. A cada luta que enfrentamos devemos ver como oportunidade para buscar mais a Deus em oração. Se perdermos algo para o mundo, sabemos que Deus é rico em nos abençoar e pode restituir infinitamente mais. Mesmo que você perder tudo nunca perca uma oportunidade de adorar a Deus.
    Transforme as Perdas em Adoração!
    10- JESUS > Transformando a Morte em Vida: Mateus 28.1-6
    A vida de Jesus foi repleta de emoções. Desde seu nascimento até seu ministério em cada milagre realizado, o amor, que é o maior de todos os sentimentos, enchia a vida de Jesus. A própria essência de sua vida era o amor, pois “Deus é amor” (I João 4.8). Quando Jesus via alguém sofrendo, sua alma se enchia de compaixão por aquela vida e o poder de Deus agia através de suas palavras e de seus gestos operando grandiosos milagres.
    Jesus sabia que precisava enfrentar o pior inimigo da humanidade que é a morte. Mesmo sabendo que se tratava do Autor da Vida, satanás quis provocar Jesus e saber qual seria a sua reação diante da morte. Quando Jairo pediu que Jesus fosse a sua casa para curar sua filha, foram surpreendidos no caminho com a notícia de sua morte, mesmo assim Jesus foi com ele e ressuscitou a menina (Marcos 5.35-42). Jesus ia caminhando com uma multidão de seguidores quando passava pela cidade de Naim, outra multidão de pessoas vinha com um morto filho de uma viúva e Jesus parou o enterro, tocou o rapaz que imediatamente ressuscitou (Lucas 7.11-16). Maior emoção Jesus teve quando chorou por seu amigo Lázaro que havia morrido há quatro dias, mas Jesus canalizou seu amor para restituir a vida (João 11.35-44).
    Em cada um destes casos Jesus foi provado diante da morte, mas chegou o dia em que Ele mesmo teria que vencer “rompendo os grilhões da morte; porquanto não era possível fosse ele retido por ela (Atos 2.24). A fé na ressurreição nos mostra que tudo pode ser transformado e sempre haverá esperança de renovar todas as coisas.
    Seja emocionalmente inteligente!
    -CONCLUSÃO:
    Muitos homens de Deus perderam grandes bênçãos por não saber lidar com seus sentimentos. Moisés não soube lidar com sua ira e perdeu o direito de entrar na terra prometida. Arão não soube lidar com a dúvida de quando Moisés voltaria e caiu ao fazer o bezerro de ouro. Geazi não suportou a ganância e pegou a lepra de Naamã quando aceitou seus presentes. Ananias e Safira, por causa da inveja mentiram e morreram. Pedro por não saber lidar com o medo, quase afundou no mar.
    Não podemos dominar os sentimentos que vêm até nós, mas podemos transformá-los. Precisamos aprender a administrar nossos sentimentos de maneira que não percamos as bênçãos do Senhor. Um sentimento negativo só pode trazer consequências ruins. Então é preciso treinar as emoções para suportar os piores sentimentos sem ser dominado por eles.
    Busque inteligência emocional!


    0 comentários:

    Postar um comentário



     

    J.F.C Estudos Bíblicos Copyright © 2010 Premium Wordpress Themes | Website Templates | Blog Templates Designed by Lasantha